quinta-feira, 23 de outubro de 2014

SECRETÁRIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE BARROQUINHA REALIZA CAMPANHA PARA MANTER PRAIAS LIMPAS




                  A Secretária Municipal de saúde de Barroquinha, em parceria com a SETUMA realizou nessa semana mais uma etapa do Projeto de Saúde Ambiental preservar para viver melhor em praias do município, com a campanha Praia Limpa executada em Curimãs e Praia Nova.
                 A campanha Praia Limpa começou na manhã de ontem (22) em Curimãs, um mutirão de pessoas, envolvendo agentes de Saúde e alunos da Escola local Nossa Senhora do Perpetuo Socorro percorreram toda a praia apanhando o lixo que ficava a beira mar, incentivando a população e mostrando a importância de mate-las sempre limpas, armazenando todo o lixo em sacos plásticos para depois serem levados para o lixão.


                 Após a conclusão da campanha na comunidade, os mesmo seguiram para a praia nova, realizando os mesmos trabalhos executados em Curimãs, envolvendo toda a população local. Após a finalização da etapa, moradores das duas comunidades participaram de palestras na qual focaram a educação ambiental, orientando-os a preservar e manter sempre a praia limpa.  

Foto: Secretária Municipal de Saúde

terça-feira, 21 de outubro de 2014

COSTA CEARENSE SOFRE 3 TERREMOTOS EM MENOS DE 24 HORAS



              O Laboratório Sismológico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) registrou, no último domingo (19), três terremotos a 1.270 quilômetros da costa cearense, e um outro tremor ontem próximo à costa pernambucana. O epicentro da atividade foi localizado a aproximadamente 775 km do nordeste da ilha de Ascensão.  
                  Os tremores foram registrados na cordilheira meso-oceânica. A maior parte deles foi sentida ao norte da costa do Ceará. Os picos de magnitudes dos eventos foram registrados às 19h51min e 20h06min, quando marcaram 4.9 na escala Richter. A atividade sísmica não leva perigo para as pessoas de cidades próximas.

Fonte: O povo
Via: Camocim Online


segunda-feira, 13 de outubro de 2014

BITUPITÁ CELEBRARÁ NA SEXTA E SÁBADO O VII DEUS ABENÇOE BITUPITÁ



                  Bitupitá nos dias 17 e 18 de Outubro celebrará pela sétima vez o Deus Abençoe Bitupitá, um grande louvor reunindo toda a comunidade com um único objetivo, louvar e adorar a Deus, um evento organizado pela RCC local, que nesse ano de 2014 acontecerá em dois dias, dando inicio nessa sexta-feira (17) com a Santa Missa.

                  O grande momento do VII Deus abençoe Bitupitá acontecerá no sábado (18), com a participação do Ministério de música Ore e toda a comunidade de Teresina-PI, com pregações de Padre Neto, também da comunidade Ore. O louvor se iniciará por volta das 19hs em frente a Igreja de São José. A RCC de Bitupitá convida a todos da comunidade e cidades vizinhas para participarem desse grande momento de oração e louvor. Organize sua caravana e venha participar nesse final de semana do VII DAB, e venha viver essa experiência única com Deus.

NOVAS DENÚNCIAS DE USO POLÍTICO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA EM BARROQUINHA.



                      Há alguns meses, dezenas de reclamações foram feitas de que vários beneficiários do Programa Bolsa Familia do município de Barroquinha, estariam tendo seus benefícios bloqueados para que os mesmos procurassem a Secretaria de Desenvolvimento Social para regularizar sua liberação. Uma das artimanhas usadas é a alteração da renda do beneficiário, assim, o mesmo deixaria de se enquadrar nos critérios do Programa e precisaria da ajuda de alguém para ter seu benefício revisto e liberado. As informações dos bloqueados seriam repassadas a políticos e cabos eleitorais do grupo que administra o município e assim procuravam o beneficiário e se oferecia para resolver o problema, desde que o mesmo votasse nos candidatos. Uma das denúncias apontavam o senhor Jonas Filho, esposo da vereadora Meire de Araras que procurava moradores da Localidade de Lagoa Salgada que tiveram seu beneficio bloqueado, se oferecendo para ajudar a resolver o problema, condicionando a liberação do valor bloqueado ao apoio ao grupo que ele faz parte.
                Só que os casos não pararam por aí, durante a Campanha eleitoral várias pessoas tiveram seus benefícios cancelados pelo Secretário Vicente Veras, alegando que os beneficiários não se enquadravam no Programa, alguns por terem renda incompatível ou por serem comerciantes. Acontece que, somente pessoas ligadas ao grupo de oposição foram penalizadas, onde muitos beneficiários que votam no grupo de situação que tem comércios, recebem salários acima de 2 mil reais e que tem carros continuam recebendo o beneficio do Programa do Governo Federal.
                Segundo apurou o Blog, denúncias já foram feitas e encaminhadas ao Ministério de Desenvolvimento Social para que sejam apuradas as irregularidades praticadas no município de Barroquinha. 

Fonte: Barroquinha Agora


RICO EM BIODIVERSIDADE, ESTUÁRIO ENTRE O PIAUÍ E O CEARÁ É DESTINO DE TURISMO DE CONTEMPLAÇÃO



                 Localizado na divisão litorânea dos estados do Piauí e Ceará, a 400 km de Teresina e a 500 km de Fortaleza, o estuário dos rios Timonha e Ubatuba é um dos principais berçários de peixes e crustáceos da região e reduto para espécies marinhas brasileiras em extinção ou sobrepesca, como o peixe-boi marinho, a tartaruga marinha e o mero. O estuário integra a Rota do Atlântico para aves migratória que vêm de outros continentes em busca de alimentos.
                 O conjunto de biodiversidade abrange os municípios de Cajueiro da Praia, no Piauí, Chaval e Barroquinha, no Ceará – região que tem como principal atividade econômica a pesca e a cata de mariscos. Procurado por visitantes que desejam lugares inexplorados e o encontro com a natureza em sua essência em locais preservados, o lugar é cercado de mangues e praias de águas doces e salgadas.

                 Em determinadas épocas do ano é possível observar animais marinhos como o peixe-boi, no observatório em Cajueiro da Praia – que fica no coração do estuário. O lugar atrai ainda viajantes aventureiros que se encantam com atividades como tracking, safari pelas ilhas do estuário e passeios de barco pelo rio e pelo mar, além do mergulho em águas mornas e transparentes. O estuário fica a 8 km da praia de Barra Grande e faz parte da conhecida Rota das Emoções – roteiro que liga três estados do Nordeste brasileiro: Ceará, Piauí e Maranhão.

                  O estuário está dentro da Área de Proteção Ambental Delta do Parnaíba e é preservado por diversas entidades governamentais e do terceiro setor, que realizam projetos de pesquisas e atividades de consumo sustentável e educação ambiental nas comunidades – entre eles o Pesca Solidária, que trabalha para que as comunidades desenvolvam sua atividade pesqueira em equilíbrio com o meio ambiente.


Fonte: Site Roteiros Incríveis 

terça-feira, 7 de outubro de 2014

COMUNICADO!

                 Caros amigos do BA, desculpam-me pela a falta de atualização da pagina, a vida profissional esta bastante corrida, principalmente nesse mês de Outubro. mais prometo assim que possível postar novidades sobre Bitupitá e região.  

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

PESCADORES DE CAMOCIM DESAPARECEM APÓS ACIDENTE EM ALTO-MAR



                 A embarcação do tipo Bastardo, denominada Fera I, com registro de Camocim, com 6 tripulantes a bordo, estava pescando a 17 milhas (32 km) da costa de Barreirinhas, no Maranhão, por volta das 02:00h da madrugada do último sábado (27), enfrentando um mar agitado, com forte ventania, quando sofreu uma avaria na retranca, conhecida também como verga, uma madeira que fica fixa ao mastro, e na qual se prende a vela.  
                A quebra súbita desse equipamento teria jogado ao mar um dos tripulantes. Na tentativa de tentar ajudar o companheiro, outro pescador jogou-se ao mar, mas diante das fortes ondas, do vento, e da embarcação que ficou sem controle, os dois homens acabaram sumindo na escuridão do oceano. Para piorar, os dois estavam sem coletes salva-vidas. A embarcação, que não possui nenhum tipo de equipamento de comunicação, permaneceu o sábado inteiro à deriva.
                Na madrugada de domingo (28), o Bote Talia, de Camocim, ofereceu socorro, mas nenhum dos 4 tripulantes quis abandonar o barco, temendo perdê-lo de vez. Somente no domingo à tarde, quando chegou ao Porto de Tutóia (MA), foi que a tripulação do Bote Talia conseguiu relatar o fato ao Comando do 4º Distrito Naval, órgão da Marinha do Brasil responsável pela jurisdição em questão. Nesta terça-feira (30) o Fera I, que mede cerca de 11 metros, foi rebocado até Tutóia, que fica a 65km do local do acidente. A Marinha continua com as buscas pelos desaparecidos. De acordo com informações obtidas pelo Camocim Online junto à Agência da Capitania dos Portos de Camocim, através do Capitão-Tenente Reginaldo Diniz, a atitude do Bote Talia ao registrar em GPS a localização exata do Fera I foi de suma importância para que a Marinha encontrasse a embarcação. Ainda segundo ele, os dois pescadores que continuam desaparecidos são os seguintes: Francisco Marcelo Castro, de 41 anos, e Emanoel Mauro do Nascimento, de 28 anos de idade, ambos de Camocim. A foto ao lado mostra um Bastardo semelhante ao que sofreu o acidente.


Fonte: Camocim Online

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

HISTÓRIAS DE BITUPITÁ




                Na coluna “Histórias de Bitupitá” de hoje, vamos mostrar para nossos leitores a fascinante história do navio Ruy Wanderley que veio a pique em 1972 em frente a comunidade Das Almas, hoje a nossa querida Bitupitá, um fato muito importante da nossa história que muitas pessoas da comunidade ainda desconhecem, depois de seis longos meses de pesquisa, concluímos com relatos de mais velhos, documentos antigos e testemunhas de quem estava no local no dia do acidente, e, é com muito prazer que dividimos esse momento histórico com a galera do BA. 



O NAUFRAGO DO NAVIO RUY WANDERLEY NO MAR DE BITUPITÁ


             Em meados dos anos 70, em Bitupitá existia uma comitiva de estivadores que trabalhavam intensamente com manuseio de carga, sendo uma das principais o sal, transportados pelo o rio Timonha das salinas de Chaval para navios que ficavam fundeados no mar em frente à antiga comunidade Das Almas (Bitupitá), um trabalho rotineiro que movimentava bastante a área com barcaças, onde se relatava que o sal era transportado para quase todo o Brasil.
               No final de fevereiro de 1972 entre os dias 26 a 28, chegava à costa Bitupitaense o navio de nome Minuano para receber cargas de sal, ficando fundeado em aproximadamente 5 km da praia, em uma profundidade de 10 a 12 metros, comparados nos dias de hoje seria mais um menos entre os currais de numero 32 a 40. Fundeados em alto mar aguardava os navios Alvarenga (navios de cargas tipo rebocador) com as cargas de sal transportados das salinas da de Chaval pelo o rio timonha. Um deles era o navio Ruy Wanderley que pegava sempre a estiva de “Bitu” na barra do pontal das Almas.
                Em uma tarde comum do dia 5 de março de 1972, como mar um pouco agitado o navio Minuano começava a receber carga do navio Ruy Wanderley, a contra-bordo, a carga era içada com guindastes para os porões do navio Minuano, sempre com movimentos cauteloso devido o balança do mar, nessa movimentação das ondas, os dois navios se chocavam pelas laterais, com a pressa para terminar a carga, o mestre do Ruy não se preocupou muito com as batidas e continuou, no outro lado, ficava aguardando o navio Arcos para também realizar a manobra, foi na hora que um dos guincheiros observou ondas entrando no navio sem escoar para fora, relata o mesmo para o Blog.
               Por volta das 18hs da tarde do dia 5 de março de 1972 começou a manobra de descer as cargas, segundo o guincheiro entrevistado pelo o blog, após a descida da primeira lingada a tripulação sentiu o navio descer devido à sobrecarga, com isso começaram as pressas o trabalho para retirar as caçambas de sal de dentro e evitar o naufrago, que infelizmente não adiantou, daí um dos estivadores começou a gritar “o navio esta afundando, cortas os cabos, corta os cabos” cortaram os cabos para evitar que os dois navios fossem a pique e saltaram para o resgate, que eram as canoas que pescavam no local. Já era noite quando o navio Ruy Wanderley se despedia do seu trabalho em um trágico acidente, por volta das 19hs só se via uma pequena ponta do mastro do grande Ruy.
         O Navio Ruy Wanderley naufragou no dia 5 de março de 1972 por volta das 18hs em uma profundidade de 8 metros na maré baixa e em mais ou menos na distancia de 5 km da praia, sendo hoje possível ver em um mergulho ao lado do curral de numero 32.
              O relatório do inquérito atribuiu o acidente as fortes pancadas no Minuano e considera responsável o mestre João Fagundes de oliveira e o imediato (moço de convés) José felinto da Silva por insistirem no transbordo de cargas naquelas condições, sendo representado contra pela procuradoria por negligencia e imprudência, sendo condenados a pena de multa de pagar um salário mínimo vigente a época do acidente. Mais detalhes sobre a condenação consultando o processo no tribunal marítimo no link abaixo.
https://www.mar.mil.br/tm/download/anuario/1973/6765.pdf


Entrevistados: Joab, Antônio Veras, Raimunda Luiz (esposa de estivador)



 

terça-feira, 23 de setembro de 2014

OS BATEDORES DE MOURÕES DE CURRAIS

OBRAS DO ARTISTA PLÁSTICO ODÊMIO DO PIMPIM




                Odêmio é um artista plástico filho de Bitupitá, que em suas obras retrata a vida cotidiana de pescadores e histórias que ficaram marcadas na comunidade, sendo as mais cogitadas, Totó a menor prisão do mundo, João véi e cagás e os batedores de mourões de currais, que é a que vamos falar hoje.
                Na obra “Os batedores de mourões de currais” retrata a vida diária de um pescador artesanal do curral, em cima de um banco enorme de madeira com um “maio” nas mãos batendo no mourão para fixa-lo no chão, um trabalho árduo que exige força, coragem e bravura. Digno de honra, esses guerreiros enfrenta essa tarefa dura no verão para poder trazer o sustento para casa.
Retrata na obra:
                 Os batedores de mourões no pôr do sol e a perna do mata-vagueiro escorando a madeira, trabalho que só os homens valentes de Bitupitá tem essa coragem. Os pescadores fixam o banco na areia e sobem nela para bater os mourões, sempre são dois de cada vez sempre revezando para martelar a madeira, a tarefa é árdua e demorada, e se repete a cada novo mourão ficando no fundo do mar. O Banco de madeira, seu tamanho é proporcional à profundidade do curral.

                 Só quem executa sabe como esse trabalho é duro e cansativo, bater mourão é algo para gigantes, um rolo de madeira pesando uns 20 quilos com um cabo tipo malho é jogado em cima do mourão, numa cadencia sincronizada, num cai e vem, que lembra duas mulheres pisando arroz, a cada batida faz um mourão entrar no chão até ficar na altura ideal, a cada batida um gemido até que outra dupla assuma a posição.

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

FORTALECIMENTO DO ROTEIRO NA ROTA DAS EMOÇÕES É DEFENDIDO VIA CONSÓCIO



                 Um consórcio intermunicipal para fortalecer o turismo e o desenvolvimento sustentável da região onde estão três paraísos naturais brasileiros: o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses (no Maranhão), o Delta do Parnaíba (entre Maranhão e Piauí) e o Parque Nacional de Jericoacoara (no Ceará).
                 Esse foi um dos resultados do 2º Salão de Turismo do Roteiro Integrado Rota das Emoções, que aconteceu em Barreirinhas-MA, nos dias 28, 29 e 30 de agosto deste ano, e que reuniu prefeitos e secretários de turismo, não só dos municípios que integram o trajeto, mas também dos gestores das cidades consideradas complementares.

                 Portal dos Lençóis Maranhenses, a cidade de Barreirinhas foi escolhida para sediar o evento por ser considerada um ponto estratégico do roteiro, servindo de local de embarque e desembarque para todas as regiões envolvidas na Rota das Emoções. Além deste município, são integrantes, da rota no Maranhão: Paulino Neves, Araioses, Tutóia e Santo Amaro do Maranhão; no Piauí: Ilha Grande, Parnaíba, Luis Correia e Cajueiro da Praia; e no Ceará: Barroquinha, Camocim, Chaval, Cruz e Jijoca de Jericoacoara.
                 Já os destinos complementares da rota são: Água Doce do Maranhão, Alcântara, Raposa, São José de Ribamar, Araioses e São Luís, no Maranhão; Pedro II, Piracuruca e Piripiri, no Piauí; e o chamado Roteiro Costa dos Vento, que inclui Caucaia, Paracuru, Paraipaba, São Gonçalo do Amarante e Trairi, no Estado do Ceará.

Fonte: DN